quarta-feira, 6 de fevereiro de 2008

O Padre António Vieira e os Direitos Humanos

“Senhor, os reis são vassalos de Deus, e, se os reis não castigam os seus vassalos, castiga Deus os seus. A causa principal de se não perpetuarem as coroas nas mesmas nações e famílias é a injustiça, ou são as injustiças, nenhumas clamam tanto ao Céu como as que tiram a liberdade aos que nasceram livres e as que não pagam o suor aos que trabalham; e estes são e foram sempre os dois pecados deste Estado, que ainda têm tantos defensores.”

Excerto da carta escrita a 20 de Abril de 1657 pelo Padre António Vieira ao rei D. Afonso VI

No dia em que se comemoram 400 anos do nascimento do Padre António Vieira (1608-1697), um convite a descobrir mais desta figura fascinante da nossa cultura, pensador avant la lettre.

Quando se fala tanto de justiça e acesso à mesma, e para quem tem mais tempo, aqui deixo o link para a sua obra:

Noticias reconditas do modo de proceder de Portugal com os seus prezos / Pe. António Vieira. - Lisboa : Imp. Nacional, 1821.
Disponível na Biblioteca Nacional Digital. Uma leitura que nos faz pensar.

10 comentários:

Ka disse...

Engraçado que também fiz um pequeníssimo post acerca do Pde António Vieira, hoje dia do 4º centenário do seu nascimento.

Além de ter sido um pioneiro na defesa dos direitos humanos tinha a utopia na qual sonhava com uma nova era ecuménica de fraternidade e compreensão entre todos os povos, culturas e sensibilidades religiosas (espantosa este utopia num seculo tão dífícil como o que ele atravessou)

Além disso, ele era jesuíta e eu entendo-me muito bem com os jesuítas...com a sua forma de ver e viver a igreja...pena que não existam mais por esse país fora.

Beijinho

Leonor disse...

Ka

é verdade, nas cartas que refiro há muitas sobre o Brasil. O que ele refere sobre os índios e os escravos lá é de arrepiar... espero que no Brasil também comemorem o seu aniversário.

beijinho

Sofia disse...

O grande embaixador da lingua portuguesa é hoje relembrado por todos aqueles cuja pátria é a nossa língua.
Fazem falta mais Antónios Vieira, esperemos que venham.
Sofia

Vladimir disse...

um pensador sempre actual...como já disse à "Ka", parabéns pela iniciativa...

Leonor disse...

´Sofia
realmente hoje iniciam-se uma série de comemorações, entre elas a publicação dos sermões pela Academia das Ciências, numa edição crítica. Esperemos é que não seja só para os iluminados e que dê para comprar, que é obra que eu não tenho e gostava de ter.
e bem preciso era que os seus textos fossem mais lidos
beijinhos

Leonor disse...

Vladimir
de facto, as suas palavras com 400 anos continuam actuais... ao ler o livro cujo link deixei não pude deixar de me interrogar se teriamos evoluido alguma coisa
mas podemos certamente beneficiar da sua leitura
obrigado e bom resto de semana

Marco disse...

Posso copiar esta citação???
Posso? Posso? Posso?

Já agora: espero que este ano seja publicado uma edição completa dos Sermões.

Leonor disse...

Marco,

claro que podes, está à vontade. em resposta à Sofia, já referi que a Academia das Ciências vai publicá-los mas penso que vai ser em ritmo devagar devagarinho, pelo menos foi o que li no público (ou percebi)

boa resto de semana

Ka disse...

Leonor,

EStou aqui roídinha de inveja com os eventos á volta deste 4º centenário. O concerto do CCB então promete pelo que ouvi ontem na Antenna 2...e eu aqui no Porto :S

Beijinhos

Leonor disse...

no sábado vou ao são joão de brito, não sei se sabes
http://feejustica.no.sapo.pt/

prometo que se distribuirem documentação envio logo

ai no Porto não há nada?

beijinhop