terça-feira, 1 de abril de 2008

O Bolero de Ravel atravessa o Atlântico e conquista o Novo Mundo

Como estão recordados, já aqui falei da influência do Bolero de Ravel no Et maintenant de Gilbert Bécaud.

A cidadã G., essa fonte inesgotável de conhecimento e informações, voltou à carga… desta vez com a versão AMARICANA da questão, a saber:

- What now, my love?

Parece que lá por aqueles lados a canção, devidamente traduzida, foi apreciada. Googuelizando o título da dita, dei-me conta, aliás, que o que não faltam são mesmo versões e, como podem ver, a wikipedia está desactualizada.

Deixo abaixo os vídeos dos cantores que me pareceram mais interessantes, sendo que o Elvis, preferido pela cidadã G., acabou por ficar em primeiro lugar. Como a tarefa de ouvir várias versões da mesma música se pode acabar por revelar algo fastidiosa, digamos assim, deixo em último lugar a versão Miss Piggy/Marretas, para quem gosta do género, claro.

Mas esta lista não ficaria completa sem a versão da Shirley Bassey, que também gostei, disponível no You Tube, mas sem código ou lá o que se diz. Aqui fica portanto só a referência e o link.

E afinal, vamos lá a ver, quem vota em quem?
Elvis



Judy Garland




Frank Sinatra



Sammy Davis Jr


Sonny & Cher


Frank Sinatra e Aretha Franklin


Miss Piggy/Marretas

13 comentários:

comecardenovo disse...

O bolero é apenas uma das músicas que mais gosto e que me transporta par aoutra dimensão. Descobriu-o há muitos anos no filme "Les un eles outres"; a vid aé mesmo assim: uns e outros...

Leonor disse...

começardenono

eu sabia que faltava um link!!!!!

eras tu!!!

pois é, falta explorar aí o les uns et les outres, as olha que quando comecei esta brincadeira com a G. nem desse me lembrava...

então e nem votaste... ao menos vê o Elvis, para mim foi uma surpresa. confesso que nunca ouvi grande coisa dele e costumo associá-lo a registos mais estridentes, mas este sim senhor...

Rui disse...

A Miss Piggy tem o meu voto; essa bacorinha de muitos recursos.
Ou não fossem os últimos, os primeiros.

Rui disse...

Ah, e o Sinatra não quer trabalhar.

Ka disse...

Que engraçado vver esta música com tanto e tão diferente interpretes. Eu voto na miss Piggy :)

O penúltimo vídeo já não está disponível.

Beijos

Teté disse...

Bom, vou tentar de novo mais tarde, que consegui ver a Miss Piguy (aos soluços), outros dois já não estão disponíveis (os do Frank Sinatra) e a Judy e a Cher ainda soluçam mais do que aquela porquinha doidona...

Ainda há poucos dias pus o Bolero de Ravel no meu blog, na cena do filme "Les uns et les Autres", com aquela magnífica coreografia final.

Uma delícia!

Rui Caetano disse...

O bolero oferece-nos o tom da vida, o calor de um sonho, a ousadia de uma utopia. Adoro BOLERO também.

Leonor disse...

Rui

O Sinatra não quer trabalhar??? Será que não lhe pagaram??? (o homem ainda está vivo? pode por-me um processo?)
Já nem me lembro de ver os marretas, portanto tb me diverti, mas francamente nenhuma das versões sériazinhas te disse nada???

Leonor disse...

Olá Ka

quando estava no youtube a fazer a selecção às tantas tive que parar e dar uma volta porque já não podia ouvir tanta gente diferente e olha que não estão aqui todas...
mas sim, é engraçado ver como diferentes pessoas interpretaram de formas tão diferentes...
só falta lá um punkzito...
bsj

Rui disse...

Não estás a chamar menos séria (vá) à Miss Piggy, pois não? Olha que ela...

Em segundo lugar ficou o Elvis, pronto.

Esta manhã, o video do Ol' Blue Eyes não arrancava nem por nada.

Leonor disse...

Rui

nã, nã, sempre achei a Miss Piggy uma bacorinha com sólida formação moral, longe de mim dizer qualquer coisa diferente disso...
(antes isso que arriscar que ela me saia do ecrã qual rosa purpura do cairo num dos seus ataques de fúria)

Leonor disse...

Teté

ah, volta que vale a pena, mesmo ficando um bocadinho enjoada no fim, mas lá terás a recompensa da Miss Piggy...
A Cher (& Sonny) foi uma desilusão: é demasiado lamechas, a Judy acho graça, mas de facto os que acho mais interessantes são o Elvis, o Sammy Davis e a Shirley ... e como digo havia mais, mas achei que já chegava...
vou ver ao teu blog então, esse post passou-me
bsj

Leonor disse...

Rui Caetano

Bem vindo ao Registos.
É, e é curioso de facto como foi "incorporado" em músicas recentes e cantado por pessoas tão diferentes. É o que se chama uma música viva...
bom resto de semana