quarta-feira, 7 de janeiro de 2009

Passear o Cão

Uma alma caridosa enviou-me este link para uma radio qualquer (obscura?) da Roménia (acho que o ro é Roménia), que disponibiliza on line uma série de discos desde os anos 50!!!

O resultado tem sido sessões de “ouvir o passado” e lembrar-me das muitas ocasiões onde ouvi alguns deles.

Uma das músicas ficou-me hoje no ouvido: Walking the dog, original de Rufus Thomas, de que eu só conhecia a versão dos Rolling Stones. Enfim, fazendo algumas buscas, aqui fica o original (1963), a versão dos Rolling Stones (1964) e uma outra dos Aerosmith, que também desconhecia e não faço ideia de que data é.
Rufus Thomas

Rolling Stones

Aerosmith

Faltava, claro está, ter um cão para passear, coisa que não tenho e, dificilmente me vejo a passear gatos...
Assim, "roubei" esta fotografia à Marta, e aqui fica o Clyde. Numa versão irrepetível, claro. Sim, quem é que consegue fotografar assim a língua do seu cão???


16 comentários:

Formiguinha disse...

Só é pena ter ficado desfocada :)

Bjinhos

Domenico Condito disse...

Olà Leonor!

Informo-te que te designei para um Prémio Dardos. Com este prémio simbólico “se reconhece o valor que cada blogueiro emprega ao transmitir valores culturais, éticos, literários, pessoais, etc.”

Parabéns!

Está tudo em: http://utopiecalabresi.blogspot.com/2009/01/utopie-calabresi-ha-ricevuto-il-premio.html

Um grande abraço da Itália!
Domenico Condito – “Utopie calabresi”

Teté disse...

Não me lembro de nenhuma das músicas! Será PDI??? :)

Nem me fales em fotos, que andei a tentar fotografar os peixes num aquário de um amigo meu, e não é que o raio dos peixes se moviam mais depressa que o botão da máquina??? :D

Beijoca, Leonor!

BlueVelvet disse...

Uma verdadeira pérola este post.
Se quiser passear um cão ponho o meu à disposição:)
Beijinhos

Leonor disse...

ual quê, Marta, está óptima!!!

beijinhos

Leonor disse...

Olá domenico

J´+a andei pelo teu blog, mas ainda não comentei (entre gripes e natais, perdi-me um pouco)

Muito obrigada pelo prémio

Bom resto de semana!

Leonor disse...

Nenhumas, Teté? Não é possível... a dos Stones é dos primeiros albuns, lembrava-me perfeitamente dessa.

MaS o prémio do assobio, vai direitinho para o Rufus, nunca tinha visto ninguém assobiar assim...

bsj

Leonor disse...

Ah, Blue e seu aceito?

tivemos duas cadelas em casa dos meus pais, e sem+pre gostei (quando tinha tempo) de dar grandes passeios, é óptimo!

veludinhos

São disse...

Que bom , Leonor!
Graças e feliz 2009!

Miguel Barroso disse...

Bela foto. Belo post.



Abraços d´ASSIMETRIA DO PERFEITO

Rafeiro Perfumado disse...

Eu não me ofereço para o passeio, que não admito trelas ao pescoço (nem em outros sítios, entenda-se)! Mas das várias versões prefiro a dos Aerosmith, sem dúvida.

Beijo, Leonor!

legivel disse...

... gostei francamente deste teu post, porque adivinhei nele uma outra faceta tua e que eu muito prezo: a da ironia e bem documentada. Parabéns!

(Eu seja ceguinho -Deus me perdoe, se não pensei tratar-se de um bife, que o Clyde tem na boca... )

OBS.: Só tenho uma tartaruga e que não dá jeito nenhum passear por motivos óbvios.

Sofá Amarelo disse...

Já tinha recebido este link por mail e achei divino. Nos últimos anos consegui reunir em Cds estas músicas quase todas mas é mais fácil tê-las assim à mão...

Por acaso, não tinha colocado aquele link nos favoritos, agora nem de propósito!

Um beijinho e um bom domingo!!!

L.Reis disse...

O passado tem isto de bom...está cheio de memórias que podemos remexer e reconquistar...trazê~las até ao presente, só para ficarmos com aquele sorriso que só a nostalgia consegue acender :)

Anónimo disse...

Os Aerosmith gravaram uma versão desta música, no album com o mesmo nome da banda, em 1973...

Oliver Pickwick disse...

A do Aerosmith tem a marca da modernidade, mas gostei das três de igual modo. Boa sequência, Leonor!
Um beijo!