domingo, 21 de setembro de 2008

Os dias, a noite, os sonhos e os sonâmbulos




Na altura do dia em que deveria estar a sonhar, acontece-me com frequência ter uma qualquer insónia que me faz caminhar pela casa em busca de uma ocupação que me permita matar o tempo.
Mas a noite, nem sempre boa conselheira, vai-se esticando e alongando, fazendo-me sentir como um sonâmbulo que anda sem saber bem para quê nem onde.

Que vontade de sair do meu corpo e fazer coisas impossíveis!!!

Quer acompanhe só a luz da lua, quer chegue até ao despertar do sol, são noites em que os sonhos comandam a vida.
As imagens essas são da Graciela Bello, visitável aqui.

27 comentários:

Alexandre disse...

Leonor,

as imagens são belíssimas e quanto ao sono parece que padecemos do mesmo «sonambulismo».

Às vezes penso «quem me dera ser sonâmbulo» e fazer mais umas quantas coisas durante o sono porque o dia de 18 horas acordado não chega! Mas depois vejo que o sonambulismo não é programável e então é melhor deixar-me ficar pelos hábitos de dormir com um caderninho ao lado e garatujar umas letras quando alguma ideia assombra do meio do sono...

Muitos beijinhos!!!

Oliver Pickwick disse...

Por mim existiria apenas as noites. E, com uma necessidade fisiológica mínima de dormir.
Imagens fantásticas!
Ótimo tema, querida amiga. Devia escrever mais.
Um beijo!

Renata Maria Parreira Cordeiro disse...

Leonor:
Nessa ânsia que toma conta de mim, sem ter notícias do meu irmão que está sendo operado há seis horas, tive tempo para fazer mais um post e duvido que vc tenha visto o filme. Apareça.
Um abraço,
Renata
wwwrenatacordeiro.blogspot.com

Leonor disse...

Alexandre

Quanto ás imagens estamos de acordo: gosto imenso das que a Graciella vai postando.
De Sonâmbula por acaso tive uns episódios (em pequena) e era estranho acordar e estar num sítio qualquer da casa sem saber porquê... não é, de facto, programável...
mas insónias tenho há muuuuuito tempo; umas vezes dão noites criativas, outras noites trabalhadoras, e outras tão somente noites em que se passeia qual sonâmbulo pela casa e se deseja adormecer nem que seja uma breve hora...

beijinhos

Leonor disse...

Oliver

Eu, ao contrário de muita gente, também preciso dos dias: das madrugadas, para ser mais exacta. Sou uma pessoa diurna e gosto de me levantar cedo e chegar cedo ao trabalho, quando ainda lá não está ninguém e se pode trabalhar sem telefones nem conversas de pessoas.
Posso garantir que é a melhor hora do dia para trabalhar...

Mas depois tenho este lado nocturno... às vezes os equilibrios são dificeis...

(Nem todos temos o dom da escrita como você Oliver...nem sei o que me deu para escrever: saiu-me naturalmente)

beijos, boa semana

Leonor disse...

Renata: ora ai está um desafio que aceito com todo o gosto.
Mas aviso já que sou cinéfila, vai ser difícil

beijos

Renata Maria Parreira Cordeiro disse...

Leonor, desculpe-me a insistência.
Nessa ansiedade por uma segunda intervenção cirúrgica cardíaca no meu irmão (a primeira foi ontem e demorou 9 horasO), fiz um post porque ou voltava a fumar ou me embriagava. É só um filme que acho que vc não viu. Dedico o post ao meu irmão e ao João da Silva, que saiu da Blogosfera. Conto com o seu apoio.
Um abraço,
Renata
wwwrenatacordeiro.blogspot.com

São disse...

Aqui te deixo a minha solidariedade pois também sei a angústia das insónias e do tempo que parece parado...
Um abraço.

Teté disse...

Adorei as imagens!

Gostei também muito do teu texto e dessa angústia momentânea que por vezes todos temos, de sermos outra pessoa, que não nós mesmos. Enquanto vagueamos como sonâmbulos... ;)

Beijocas, Leonor!

Verdinha disse...

A minha primeira visita ao teu blog encantou-me. Voltarei !

Se precisares de ajuda para traduzir o catalogo que acabaste de comprar em francês...posso ajudar-te ! :-)

Beijinhos verdinhos

Antunes Ferreira disse...

Menina Nônô

Em miúdo (palavra de honra kejáphuy) diziam que me faltava só um niquinho para ser sonâmbulo; não me recordo qual era...

Agora, diz a Raquel que me faz perguntas enquanto eu durmo - e eu respondo sem problemas: Além disso, farto-me de falar. Não penso que seja sonambulismo; mas é mais perigoso...

Mas, lá dizia Max du Veuzit («John, o chauffeur Russo», Colecção Azul,editora Romano Torres, 1946) «falar no sono é contar os sonhos». Por seu turno, Victor Hugo escreveu que «o sono é a antecâmara para a morte». Está o caldo entornado. Mon coeur balance...

BlueVelvet disse...

Leonor,
sei bem o que isso é.
Também tenho insónias terríveis.
e o que me irrita, é que nem gosto de dormir.
Para mim, se pudesse vivia de noite, mas ao menos, as horas que tenho que dormir, gostava de conseguir.
Imagens fantásticas.
Adorei.
E também gostei deste post, um pouquinho mais pessoal.
Beijinhos e veludinhos azuis

Ka disse...

Leonor,

As imagens são de facto belíssimas!
Quanto Às insónias, não as tenho frequentemente mas quando as tenho acontece-me precisamente o mesmo!!

Ainda bem que adoro ler pois o tempo nunca fica desaproveitado.

beijoss

Jorge P.G disse...

Imagens/trabalhos belíssimos!

Que boa surpresa aqui encontrei hoje.
Obrigado.

Um bom resto de semana, Leonor.
Jorge P.G.

Luís Galego disse...

Que vontade de sair do meu corpo e fazer coisas impossíveis!!!

Que vontade, Leonor, que vontade e que penna de não o conseguir por vezes....

Graciela disse...

Qué sorpresa Leonor!
No sabía de tu post sobre mis pinturas. Muchas Gracias!!!
Me alegran mucho los comentarios, se nota que han gustado!
Un beso,
Graciela.(autora de las pinturas)
www.gracielabello.com.ar

Leonor disse...

Renata

peço desculpa pelo atraso, a semana passada foi especialmente complicada...

beijinhos, espero que tenha corrido tudo bem

Leonor disse...

São

obrigado, só mesmo quem passa por elas sabe o quanto custam...

boa semana

Leonor disse...

Teté

gosto bastante do que a Graciela pinta, e já tinha estas imagens de lado para quando calhasse... calhou naquele dia

como as insónias me acompanham desde a adolescência, digamos que acho que já tentei de tudo... enfim, aproveita-se sempre qualquer cosia

beijos, boa semana

Leonor disse...

Verdinha

obrigada pelo cumprimento, sabe sempre bem.

confesso que meditei bastante com essa do catálogo, mas já lá cheguei. se precisar pedirei, então

Boa semana

Leonor disse...

Caro Henrique

há sonambulices e sonambulices...

A Raquel está melhor?

beijinhos

Leonor disse...

Blue

compreendo perfeitamente,já me aconteceu passar noites em branco e no dia a seguir estar fresca que nem uma alface, portanto fico sempre a achar que naquela noite não precisava especialmente de dormir... mas ao menos podia haver um pré-aviso e aí já sabiamos, não tinhamos que estar a contar as horas...

veludinhos

Leonor disse...

Ka

vê-se logo que tens poucas... eu até já me aconteceu (não raras vezes aliás) trabalhar...

mas enfim, sempre se vêm as coisas com outra perspectiva...

beijinhos, boa semana

Leonor disse...

Caro Jorge

Ainda bem que gostou, também gosto bastante do trabalho da Graciela

Boa semana

Leonor disse...

Luís

pois dizer às vezes é fácil, já fazer...

mas as circunstâncias podem ajudar

Boa semana

Leonor disse...

Graciela

pues que sabes que me gustan mucho tus pinturas, pero ainda las reservava por una buena ocasione. Hay sido agora, espero que te guste el post.

un beso

Rui disse...

Dá-me cabo da saúde, também, a noite. Devia-se acabar com ela. Por decreto que, neste país, é quanto baste.