sexta-feira, 13 de março de 2009

Raizes



Como não percebo nada de árvores, nem das suas raízes, quando me deparei com esta, fiquei estupefacta. (Num dia em que ainda me podia dar ao luxo de deambular por aí...). É aquela que está ao pé da Cerca Moura a caminho do CEJ, by the way.
...
Mas toda esta massa disforme e cheia de relevos deu-me que fazer. Ao ponto de a ter fotografado de vários ângulos (de alguns, aliás, nem se percebia bem que era a árvore).
...
Pois aqui as minhas próprias raízes, pelo menos a do lado esquerdo, está bastante mais direita, enfiada entre talas e gesso... mas enfim, já não falta tudo... E já sonho com o dia em que poderei (descansadamente?) passear por aí, sem horários nem preocupações, num qualquer fim-de-semana! Que aproveito para desejar a todos! E com este bom tempo, ainda melhor.
Então bom descanso/passeios, e etc e tal!

9 comentários:

Je Vois la Vie en Vert disse...

Querida Leonor,

Esta árvore parece ter sofrido muito na vida ! Faz-me lembrar as mãos torcidos dos idosos que trabalharam muito no campo.

Não sabia que estavas engessada. Espero que possas voltar a sentir a liberdade brevemente !

Beijinhos verdinhos

Teté disse...

A natureza surpreende-nos sempre! E esta raiz de árvore tem realmente uma forma estranha!

Beijocas e as melhoras para ti! :)*

Jorge P.G disse...

Colossais estas raízes!
A força da natureza bem à vista.

Bom fim-de-semana.

legivel disse...

... raizes antigas de uma senhora Lisboa idosa.

Rápida recuperação e uma vez que o fim de semana já era, óptima semana!

Francisco disse...

Olá Leonor,
Estas raízes são
dignas do estudo de uma arquitectura paisagística (porque não? a beleza de uma certa e bela velhice...)ou de uma arqueologia da paisagem.
Um abraço de muita consideração
Francisco

São disse...

Minha linda, desconhecia que estavas de gesso, peço desculpa-

As fotos mostram bem o extraodinário da árvore, de facto.

Desejo-te sinceramente melhoras rápidas e definitivas.

Um abraço solidário, Leonor!

ParadoXos disse...

nunca tinha visto nada assim, numa árvore! o que era suposto estar enterrado está ao de cima, ai a natureza!


beijos admirados!

Oliver Pickwick disse...

É uma raiz bizarra. Acho que foi plantada pelo Stephen King.
Um beijo!

P.S.: Espero que se restabeleça em tempo célere.

Anónimo disse...

Passei muitas vezes por essas raízes em figura de árvore, e gostei de a ver aqui.
Maria