domingo, 22 de junho de 2008

Harmonia

Claustro de um convento católico, Lisboa, 2008
em fim de jantar, o ar enche-se de sonoridades portuguesas (guitarra portuguesa e guitolão), acompanhadas por suas congéneres orientais (clarinetes e percursão oriental), interpretadas por uma dança que terá um pouco de tudo.
onde sentimos que o diálogo inter-cultural também passa por nós.
a receita essa reverterá, como de costume, para as obras de restauro do convento, bem como para as férias das raparigas que ali vivem.
ali o mundo é melhor.

6 comentários:

Paulo Tomás Neves disse...

«ali o mundo é melhor»
guardei esta expressão e, incapaz de comentar decentemente, pensei que a sensação de existir e de sentir um mundo melhor (ode e quando quer que seja) é preciosa e muito reconfortante

Bom fim-de-semana

M.L.C.B. disse...

para quem não se lembrar,o Convento é o dos Cardaes.

Uma Voluntária

Teté disse...

Pelos vistos esse jantar convívio foi agradável e harmonioso...

Nada a ver com a festa da escola da minha sobrinha mais nova, nessa mesma tarde, em que os putos estavam excitados e em grande chinfrineira... Tia às vezes sofre! ;)

Jinhos!

Leonor disse...

Paulo

è mesmo, foi como me senti naquela noite e o fim de semana correu muito melhor

boa semana

Leonor disse...

Senhora minha Mâe

O nome do Convento estava escrito lá em baixo!!!

beijinhos

Leonor disse...

Teté

Ah, pois, às vezes também sofro desse mal: tem outras alegrias...

beijinhos