domingo, 31 de agosto de 2008

A arte e história da comida




































Nos dias de hoje em que o fast food impera e os nossos restaurantes não estão especialmente atentos à ligação da comida e arte, que não seja a nouvelle cuisine, aqui têm um livro original: Os Menus em Portugal de Isabel Drumond Braga.
Através da colecção da autora, ficamos a conhecer, não só quem era objecto de determinado evento, onde era servida a refeição, como também o que se comia e bebia, e isto de 1874 a 1945.
Festas, casamentos, recepções, reuniões de médicos, de crianças, aniversários, alguns com apontamentos e indicação das pessoas presentes, os Menus revelam-se uma fonte interessante para este tipo de informação e história, onde muito haverá ainda por fazer.
Mas, e para além disso, também são exemplos de imaginação e arte (uns mais bem conseguidos que outros).
Aqui vos deixo alguns exemplos.

10 comentários:

Ka disse...

Olá Leonor!

Excelente dica e aproveito para te perguntar onde posso comprar este livro. Eu estou a fazer uma biblioteca de culinária e gostei imenso do que aqui mostras.

Beijos e uma excelente semana

Leonor disse...

Olá Ka!!

wellcome back, espero que as férias tenham sido boas!

O livro é editado pela Chaves Ferreira, e é de 200, portanto não deves ter problema em encontrar (penso eu). Eu comprei na liv. Férin, aqui em Lisboa. Se tiveres algum problema, diz-me, sempre posso ver se na Férin ainda têm

beijos, boa Semana também

Oliver Pickwick disse...

Magníficas ilustrações, Leonor. Só mesmo você para exibi-las num post.
Fast food não é a minha praia, exceto pelo Mc Fish, um sanduíche de filé de peixe do famigerado Mc Donald's. Acredite, é a minha única concessão. ;)
Um beijo!

Renata Maria Parreira Cordeiro disse...

Interessante o seu post. Você leu "História da Alimentaçao"? Acho que iria gostar. Acabar-se as férias? Sempre acabam. Querida, eu peço que dê mais um pulinho no meu Blog, pois fiz novo post. Não precisa ver tudo. Basta apertar a tecla "page Down" do computador e para onde quiser. Se quiser ver mais coisas, volt no dia seguinte, o post não vai sumir.
Um beijo,
Renata
wwwrenatacordeiro.blogspot.com

Antunes Ferreira disse...

Olá...
A Ka anda a procurar livros, diz ela, que de culinária. Pois tem o me(a)u «Morte na Picada» que tem receitas q.b. altamente comestívres. Éprajá!
Qjs

Leonor disse...

Olá Oliver

É, um bocadinho de imaginação, e uma festinha dada em casa (ou não) pode ficar logo com um ar completamente diferente. E há menus antigos, daqueles em que as pessoas ainda escreviam quem tinha ido (às vezes com comentários bem engraçados) muito interessantes, olhe que não são de desdenhar para algumas pesquisas!!!

Óptima Semana, beijos

Leonor disse...

Olá Renata, gosto de a ver por cá

Ainda bem que gostou do assunto, mas não, nunca li essa história da alimentação. Vale a pena?

Já vou passar

Beijos, boa semana

(é, as férias passam mesmo...)

Leonor disse...

Caro Henrique

Estou a ver que isto agora são noitadas!!!

Já passei lá pela sua travessa e gostei bastante e apreciei o intenso movimento:))

só ainda não comentei

beijinhos, tenho que voltar com mais tempo

Graciela disse...

Hermosos menús!
Ilustraciones tan bonitas!
En estos tiempos de fast food y delivery, esto se ve aún más delicado y delicioso.
Saludos,
Graciela.

Leonor disse...

Graciela

Tienes razon, lo fast food no piensa sequer en los menus..

saludos..